9 de setembro de 2015

Dez dicas para organizar festas de crianças

Antes de começar este post, tenho que fazer uma ressalva: as festas dos meus filhos não são, de longe nem de perto, perfeitas. Não têm cake pops nem cupcakes nem bolachas decoradas. São festas que me dão um gozo enorme preparar (com a ajuda da minha família), que têm as coisas que eu acho que os miúdos gostam - mas sem exageros: têm animação, pipocas, gomas e fruta (cada vez mais) e têm, sobretudo, os meus filhos felizes.
 
Para quem não viu, as duas últimas foram assim:
 
3 anos do V*, com o tema 'Animais da Selva'
 
 

4 anos da M*, com o tema 'Mickey&Minnie'



 

Estão preparados? Aqui vão as minhas dicas para festas:
 
1.| Começar com antecedência.
Três semanas não é demais, sendo que a primeira coisa a fazer é escolher o tema. Ter um tema pré-definido ajuda em tudo, a escolher o bolo (que, se for feito fora de casa, deve ser encomendado com antecedência), a comprar a decoração e todo o material necessário.
 
2|. Preparar convites.
Os convites, a primeira coisa que os convidados vão receber, deve ser feito com cuidado. No meu caso, quando a M* tem festas de aniversário, guardo os convites mais giros para ela mais tarde se lembrar das festas.
 
3|. Bolo.
Um dia gostava de me aventurar nos bolos, mas ainda não consegui, tenho imenso medo de acabar com um bolo tristonho e feioso. Para encomendar fora, podem espreitar aqui uma lista de sítios com bolos óptimos (atenção, a Praline fechou).
 
4.| Animação.
Tenho pedido sempre à Terra do Nunca para me ajudar na animação - pinturas faciais, jogos e balões. Gosto imenso da Sofia e há animadores na equipa dela que são incríveis com os miúdos (alguns, inclusivamente, já fizeram babysitting na minha casa). Recomendo mesmo.
 
5.| Fotografias.
Ter alguém para a reportagem fotográfica: quer seja um profissional ou um amigo com jeito, é fundamental para mim. Na última festa do V* não pedi a ninguém e acabei por ficar sem fotografias com ele. Tenho dos convidados e da mesa mas não tenho nenhuma fotografia minha com ele :(. Daqui a uns anos, a única coisa que vai sobrar da festa é mesmo a reportagem fotográfica...
 
6.| Decoração.
Hoje em dia há lojas especializadas que ajudam imenso a encontrar peças engraçadas. No meu caso, faço uma combinação de coisas que já tenho (por exemplo, malas de cartão, posters, postais, bonecos dos pequeninos, tabuleiros, pratos de pé, etc), com outras que compro consoante o tema. O mais importante? Imaginação, criatividade e paciência para pôr mãos à obra!
 
 A Tiger Store costuma ter pratos, copos, sacos para as lembranças bem engraçados e com um preço imbatível. Recentemente, encomendei na loja francesa My Little Day e estou muito bem impressionada: foram rapidíssimos e as coisas são mesmo giras. Vale imenso a pena espreitar o site deles, onde têm absolutamente tudo o que é preciso para a decoração, consoante o tema escolhido. É óptimo!
 
7. Simplificar.
Há pessoas com uma imaginação fora do vulgar e imenso jeito, e conseguem preparar festas cheias de detalhes e ideias criativos - tenho amigas assim, que surpreendem em cada ocasião e fazem, sozinhas, festas dignas do Pinterest. Para o resto dos mortais, como eu, o melhor é simplificar: simplificar na comida (sandes em forma de borboleta são mais bonitas, mas se forem sandes normais também servem), na decoração, evitando levar a cabo 20 projectos de DIY para a mesma festa, e nas actividades. As crianças são felizes com poucas coisas e, muitas vezes, com coisas bem mais simples do que nós julgamos!
 
Para vos dar um exemplo, a festa da M* que me deu mais trabalho foi a dos 3 anos. Meses antes comecei a guardar garrafas de vidro de água com gás (juntei umas 40) e dei-me ao trabalho de fazer, imprimir, recortar e colar etiquetas em todas elas. Na véspera da festa deitei-me tardíssimo a preparar todos os detalhes e, naturalmente, estava cansadíssima no próprio dia. Francamente, olhando para trás, acho que nem foi a festa mais bonita que fiz para os pequeninos (vejam aqui).
 
8. Não esquecer os pais.
Ter uma garrafa de vinho branco, cervejas e uns aperitivos para os pais que são amigos e para os que vão deixar e buscar as crianças não dá trabalho nenhum e é uma forma simpática de acolher os mais crescidos.
 
9. Levar um kit de primeiros socorros.
Um kit básico para, por exemplo, limpar uma ferida pode dar muito jeito.
 
10. Massagem.
No final de tudo, ou no dia a seguir, mime-se! A seguir a uma festa, nada como uma massagem e um dia de spa!
 
De resto, e mais importante do que tudo, divirta-se!
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

 
Its Monday But Its Ok! © 2013.

Design by The Blog Boat